6 dicas para melhorar a gestao de estoque do restaurante e evitar o prejuizo

Seis dicas para melhorar a gestão de estoque do restaurante e evitar o prejuízo!

Entregar uma comida de qualidade e saber fazer a gestão de estoque são dois aspectos fundamentais para qualquer dono de restaurante. Agradar os clientes e saber lidar com os gastos e perdas podem levar a uma administração muito boa.

No entanto, é um verdadeiro desafio saber quais caminhos percorrer para conseguir diminuir os desperdícios. Um estudo realizado pela Food Magazine mostra que 10% de todos os ingredientes vai para a lixeira.

Isso mostra que por mais que o restaurante esteja servindo uma comida de qualidade, ele pode ter problemas futuros com o gerenciamento de estoque e também nos lucros.

Não adianta vender muito e utilizar de maneira errada o dinheiro que entra. Para que isso não aconteça no seu restaurante, nós preparamos um conteúdo com seis dicas para que você consiga fazer o gerenciamento do estoque da maneira correta!

1 – Para que a gestão de estoque fique em dia, exageros não podem ser cometidos

De partida, uma coisa precisa estar clara, exceder a produção não é uma das melhores estratégias. E isso não significa que o seu restaurante ficará sem pratos para oferecer ao cliente.

Estudos da UNEP em parceria com o SENAC/RJ mostram que a produção é responsável por 80% do desperdício de alimentos nas empresas de food service.

Por isso, preparar os produtos em grande quantidade nem sempre é a melhor saída. Mesmo que em muitos momentos o tempo seja otimizado.

Além disso, muitos estabelecimentos optam por essa estratégia pela diminuição de salário e horas extras. No entanto, o tiro pode sair pela culatra, já que o gasto está sendo transferido. Então, na ponta do lápis, a economia é falsa.

2 – Pense na gestão de estoque no momento que estiver fazendo as compras

Alguns alimentos como frutas, verduras, temperos e laticínios têm um prazo menor para uso. Por isso, eles devem ser comprados de pouco a pouco. Assim, o desperdício será evitado e o dinheiro economizado.

Considerar passar um tempo na feira é muito bom já que os alimentos são mais frescos e com menos agrotóxicos. Além disso, o preço é menor se comparado a outros lugares.

Portanto, é importante ter tudo anotado. O quanto é usado no restaurante, o tempo de duração de um alimento e os custos. Assim, você consegue controlar muito melhor o seu estoque e os gastos com reposição.

E não esqueça de dar uma atenção para a sua equipe de entregadores e aprenda a gerir eles também!

3 – Guarde muito bem a sua matéria-prima, os alimentos

Ter um controle de estoque contado é vital para evitar o desperdício. Quando o estoque está cheio, o risco de perda de matéria-prima é muito grande. Por isso, é bom manter tudo na risca e estar sempre de olho, tanto para a reposição, quanto para o excesso.

Problemas muito recorrentes como mercadorias vencidas, estoque descartado e produtos sumindo são causados por um controle ruim. Além da falta de organização, o armazenamento errado pode contribuir.

Para isso, existem algumas boas práticas que você pode adotar no seu restaurante:

  • Mantenha a embalagem original dos produtos, elas foram feitas para preservar melhor os alimentos e evitar o desperdício;
  • Faça a organização conforme prazo de vencimento. Alimentos mais próximos da data devem ser consumidos primeiro;
  • Separe alimentos industrializados de grão e cereais, isso evita a proliferação de insetos;
  • Respeite o empilhamento máximo das caixas (está descrito na embalagem);
  • Refrigere apenas o que for necessário. Caso contrário, os produtos podem deformar e perder suas características;
  • Separe um tempo apenas para receber e guardar todos os produtos.

Isso te ajudará a lidar com alguns erros comuns que os gerentes de restaurantes cometem. Quer saber quais são? Veja o vídeo abaixo!

4 – A reposição interfere na gestão de estoque? Sim, e muito!

Por isso, dê uma atenção especial a forma como fará a reposição do seu estoque. Por isso, é bom ter definido qual é o limite máximo e mínimo. Agora, é hora de escolher qual forma de reposição você fará.

Existem dois estilos:

• Reposição periódica: Aqui você fará a programação das suas compras para que não precise estar sempre atrás dos produtos. Esse estilo de reposição é feito uma única vez e grandes compras são feitas. Pela quantidade de produtos que são comprados, é possível conseguir descontos bem generosos. No entanto, como alertamos sobre o exagero, é preciso que todo o estoque esteja contado para que ele não seja excedido gerando outros custos.

• Reposição contínua: Agora, com a reposição contínua, as compras são frequentes. Apesar de não conseguir descontos nas compras, você consegue gerir melhor o estoque, diminui a perda de produtos e não precisa de um processo muito elaborado para fazer o controle.

Por isso, é tão importante colocar todos os gastos no papel, assim é possível entender melhor qual o modelo de reposição é melhor para o momento.

5 – Não se descuide, sempre esteja preparado para lidar com a sua demanda

Quem deve estar a frente e sempre saber o quanto deve ter em estoque é você. Por isso, sempre se planeje para estar a frente da demanda que o seu restaurante precisa atender.

Então, estar atento a movimentação no local e ao redor é fundamental. Caso novos empreendimentos, lojas e empresas estejam sendo construídas, o seu movimento pode variar.

Além disso, a época do ano interfere muito. Não se deixe ser surpreendido para ficar sem saber o que fazer na hora H. Sempre se planeje para possíveis alterações na sua clientela.

Outro ponto a ser considerado são os feriados que podem mexer muito no movimento de qualquer loja. Quanto a isso, resta a você entender como funciona os períodos do ano no seu estabelecimento.

6 – Um software de gestão de estoque pode tirar o peso das suas costas

Colocar tudo a limpo as vezes pode ser muito cansativo, mas acima de tudo, erros podem ser cometidos. Contas que não batem podem prejudicar muito um negócio.

Por isso um software de gestão que faça todo o processo ajuda muito. O software é uma solução para toda a parte de gestão e controle do estoque, feita em tempo real.

Além disso, outras funções podem ser realizadas. Funções essas que não seriam feitas com muita facilidade por uma pessoa. Então, preparar relatórios, comparativos e fazer toda a análise dos produtos são atividades feitas pelos softwares.

Esses números podem ajudar bastante na hora de diagnosticar erros e analisar o que está sendo feito de correto. Além de tirar uma responsabilidade gigantesca das costas do gerente.

Por isso, pense muito bem nas possibilidades e se você ver que é válido trabalhar com um software, separe um dinheiro e invista ele. Os seus resultados agradecerão bastante.

A gestão de estoque não pode mais ser um problema para o seu caixa

O controle de estoque não pode ser o seu inimigo. É preciso que, com as dicas, você o transforme no seu aliado na hora de cuidar do restaurante. As estratégias precisam te ajudar a cuidar de um negócio e não atrapalhar.

Por isso, é tão importante dar uma atenção a mais na hora de cuidar dos seus produtos. No momento que você pensa estar economizando, pode ser quando você mais está gastando.

Então, sempre esteja atento ao estoque do seu restaurante, isso será fundamental tanto para o atendimento do cliente, como para o sucesso do seu negócio!

Conheça o Appétit Delivery e fale com a gente para tirar suas dúvidas sobre o aplicativo!

Deixe um comentário!

Conteúdos relacionados

  • Sete dicas para atrair mais clientes para seu estabelecimento

    Ler agora